O sectarismo não tem uma face

Existe um estereotipo de que uma pessoa pode ser considerada antissocial (termo muitas vezes usado de uma forma própria no senso comum) e em alguns casos tem quem acredite  que uma pessoa pode ser até mesmo ”perigosa” apenas por não ser enturmada, falante e por aparentar ser séria. Claro que existem sim psicopatias que surgem de pessoas assim silenciosas e fechadas.

Mas também podem haver, e não são poucos os casos, as psicopatias que se originam de pessoas que são sempre consideradas muito animadas, de bem com a vida, descontraídas e muito falantes. Gente que costuma adorar contar piadas e que parecem muito alegres, simpáticas e divertidas.

E é nesse ponto que existe uma relação que pode ser encontrada em alguns casos de bullying e cyberbullying.

Algumas dessas pessoas ditas muito extrovertidas e populares podem sim ter uma tendência antissocial. E quando estão mal intencionadas usam toda a sua popularidade e carisma para atrair e convencer pessoas para participar de atividades e situações nada saudáveis.

Tem muita gente legal, boa, simpática que na boa-fé, embarca no cyber/bullying deste amigo mais “zoeiro” por achar que ele está fazendo apenas uma simples “brincadeira sadia e divertida”. Esse tipo de ”zoeiro” que de tanto dizer que odeia o ”politicamente correto tão chato dos dias de hoje” consegue arrastar um grande número de pessoas em suas investidas de assédio moral.

E nessas supostas ”brincadeiras inocentes” pode envolver ataques misóginos, homofóbicos, racistas, xenofóbicos e apologia a diversos tipos e níveis de violência. Sendo que há casos em que a violência física se torna um fato.

Nessa carona com o amigo carismático, ”zoeiro” e curtidor em seu ritual de linchamento moral, essa gente boa e legal as vezes acaba conseguindo até mesmo uma ficha criminal e não sabe o motivo porque acreditava que todo o ataque direcionado a alguém era apenas uma ”zoação” e que tudo hoje é preconceito.

Espera-se que os cyber/bullies sejam pessoas tímidas, isoladas, caladas e muito sérias. Nem sempre. Eles também podem estar por trás de gente muito influente, admirada, carismática, sociável, animada, curtidora, farrista, divertida, enturmada e supostamente amigável.

Muitos dessa turma considerada ”legal, curtidora e sociável” também podem ser preconceituosos e acreditarem que determinados tipos de pessoas devem apenas permanecerem em seus devidos ”lugares” e/ou então se incomodam muito com várias características que fogem do perfil de como as pessoas ”perfeitas” ou aceitáveis deveriam ser.

Então, se aproveitando de tanto carisma e popularidade essas pessoas atraem e arrastam um grande número de gente considerada de bem para realizarem assédios, ataques e linchamentos morais dos mais pesados, diversos e variáveis direcionados as vítimas.

E para a surpresa de muita gente vários desses bullies são gente considerada “divertida” e “animada” tanto nas redes sociais quanto em sua vida pessoal e social. Por isso mesmo é garantido o sucesso de atos tão mesquinhos, tão covardes, tão humilhantes, tão agressivos, tão preconceituosos e tão perversos.

É neste momento quando cai a máscara do “irreverente curtidor zoeiro” e de seus colegas  tão igualmente ”alegres e divertidos”. Demonstrando todos esses preconceitos de vários tipos, falta de respeito, intolerância, discriminação, ataques e agressões dos mais diversos segmentos.

Por isso é preciso também ser muito precavido e ser mais atento com pessoas que se utilizam de algum tipo de prestígio e poder para promover o ódio e a discriminação, mesmo que esse poder seja apenas através de alguma ”turma”. Pois esse poder envolve também privilégios sociais e que podem ser utilizados para cometer assédios do mais diversos estilos, intensidades e gravidades.

São por esses inúmeros motivos que muitas vezes devemos tomar cuidado em perceber se aqueles que são justamente os considerados os extrovertidos demais e muito carismáticos agem de uma forma honesta e ética. Por serem exatamente os mais queridinhos e por terem um ”harém” de admiradores para protege-los, são os que estarão acima de qualquer suspeita.

Advertisements